Você sabia que queratina em excesso pode ressecar os cabelos?

Quando se fala em reconstrução capilar, a queratina é um dos nomes mais comuns. Essa proteína está presente em várias partes do corpo humano, principalmente nas unhas e cabelos. Processos externos agressivos, como excesso de química, sol, secador e chapinha podem abrir as escamas do fio e expor a camada interna, resultando na perda de água, nutrientes e da queratina.

A reposição de queratina geralmente é indicada para quem tem fadiga elástica e cabelo quebradiço, pois ela repõe a massa e devolve a resistência dos fios. A proteína pode ser encontrada na forma de gel, líquida ou creme, ou até misturada a outros produtos. Pela facilidade de manuseio, a queratina em creme é mais indicada, por conter outros agentes condicionantes, que ajudam no brilho, movimento e maciez dos cabelos.

Nem sempre, o cabelo danificado está precisando de queratina. Pode ser que os fios estejam carentes de colágeno, água ou lipídios. É importante consultar sempre um profissional, para que indique o melhor tratamento, já que o excesso de queratina pode fazer o efeito contrário, deixando o cabelo enrijecido e com facilidade de quebrar. Portanto, a cauterização deve ser feita uma vez por mês e a reposição de queratina com intervalo de 15 dias, a depender do estado do cabelo. Fios muito danificados exigem um reconstrutor mais profundo.

 

 

Esta entrada foi publicada em BELEZA e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Mais Notícias
  • Look exclusivo e corpão destacam Vina Calmon
  • Alinne Rosa é flagrada fazendo stand up paddle
  • Ivete Sangalo grava música com Belo
  • Preta Gil e Rodrigo Godoy comemoram um ano de namoro
  • Anitta retorna a Salvador em novembro
  • Mari Antunes e Babado Novo assinam contrato com a Universal Music
  • Katê grava primeiro CD de carreira solo em show na capital baiana
  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>